Síndrome Pós Pólio: Uso da Bicicleta Horizontal!

 

Se você tem Síndrome Pós-Poliomielite (SPP), é vital se exercitar moderadamente a cada dois dias para manter os músculos que temos e evitar obesidade, diabetes, derrame e doenças cardíacas.

 

O exercício também nos ajuda a realizar mais atividades da vida diária e pode melhorar a maneira como nos sentimos.

 

 

Por que exercitar?

 

Embora pareça óbvio, muitos de nós com Síndrome Pós-Poliomielite enfrentam fraqueza, fadiga e dor suficientes todos os dias para fazer o exercício parecer impossível. Já tentamos fazer exercícios e muitos de nós já desistiram da ideia.

 

Assim, confiamos cada vez mais em auxílios, como cadeiras de rodas e scooters. A falta de atividade física contribui para o ganho de peso, o que piora as coisas... É uma espiral negativa contra a qual precisamos lutar!

 

Vou tentar dar algumas sugestões práticas que funcionaram para mim. Como o uso da bicileta elítica horizontal. Como precaução, esperei até ter 2 anos de experiência antes de recomendá-la.

 

Eu tentei vários tipos de exercício e o uso da Bicicleta Horizontal foi o mais eficaz!

 

 

Ela é uma máquina de piso reclinada que parece projetada para a SPP. Você senta e se exercita com os braços e as pernas, um ou outro. Ela possui alças para os pés, estabilizadores de pernas, luvas para uma melhor aderência e um monitor cardíaco Polar.

 

Nos primeiros 10 anos do meu diagnóstico pós-pólio, eu estava ativo, talvez muito ativo. Mas eu não tinha rotina regular de exercícios aeróbicos. Após uma fratura na perna, fiquei seriamente comprometido até ter um ataque cardíaco. Posteriormente, o fisioterapeuta não pôde sugerir nada que eu pudesse fazer para me exercitar.

 

 

 

 

 

Até descobrirem essa bicicleta! Era a única máquina que eu poderia usar para o exercício. Eu tenho uma perna esquerda com muito pouca força muscular do quadril ao dedo do pé. Com paciência, eu podia realizar 30 minutos de exercícios aeróbicos a cada 2 dias. Comecei com um nível de resistência baixo de 2 e subi até 6 com um intervalo de 7. Isso foi um erro. Um nível moderado para mim foi de 4-5.

 

Dentro de 6 meses, minha perna esquerda - aquela sem função muscular - poderia pressionar o pedal no nível 3-4. O fisiatra disse que essa bicicleta estava fortalecendo meus músculos do quadril e das costas.

 

Houve contratempos quando tentei muito, tive que parar por vários motivos. No geral, ela ajudou a recuperar minha energia e a participar de mais atividades da vida diária! 

 

Esse tipo de equipamento,   geralmente encontra-se disponível em academias ou clínicas de reabilitação.

 

Sempre discuta com o seu médico o que seria mais adequado no seu caso!

 

 

Fonte:( http://njnnetwork.com/2017/03/exercise-regularly-if-you-are-living-with-post-polio-syndrome ).