Primeiro humano paralisado tratado com células-tronco recuperou o
movimento superior do tronco

 

 

 

Imagine perder o controle do seu carro e acordar no hospital paralisado do pescoço para baixo. Esta é a história de Kristopher Boesen, que experimentou um momento de mudança de vida quando seu carro saiu da estrada e bateu em uma árvore.

 

A Kris foi oferecida a oportunidade de passar por um procedimento experimental envolvendo células-tronco, que " têm a capacidade de reparar o tecido nervoso lesado através da substituição de células danificadas".

 

Charles Liu, diretor do USC Neurorestoration Center, cirurgião-chefe da equipe fez o transplante, disse que este era um procedimento muito experimental, e se referiu a ele como um "estudo". Bosen foi injetado com uma dose experimental de 10 milhões de AST. Células OPC1 no Centro Nacional de Reabilitação Rancho Los Amigos em Downey, Califórnia . A dose foi disparada diretamente na medula espinhal cervical de Boesen.

 

“Normalmente, os pacientes com lesão medular são submetidos a uma cirurgia que estabiliza a coluna, mas geralmente faz muito pouco para restaurar a função motora ou sensorial. Com este estudo, estamos testando um procedimento que pode melhorar a função neurológica, o que poderia significar a diferença entre estar permanentemente paralisado e poder usar os braços e as mãos. Restaurar esse nível de função pode melhorar significativamente o dia a dia de pacientes com lesões graves na coluna ” , explicou Liu.

 

Já se passaram quase três anos desde que Bosen recebeu o tratamento em abril de 2016, e ele mostrou um progresso incrível durante a reabilitação. Levou apenas duas semanas para Bosen recuperar o controle e a sensação em seus braços e mãos.

 

 

Bosen espera que esse mesmo tratamento possa ajudá-lo a andar também algum dia.

“ Tudo o que eu queria desde o começo era uma chance de lutar… Mas se há uma oportunidade para eu andar de novo, então sim! Eu quero fazer o possível para fazer isso ”, diz Bosen.

 

paralisia-e-cel-tronco.jpg

Esses tipos de tratamentos com células-tronco estão oferecendo uma nova esperança para as pessoas em posições similares, já que mais instalações estão oferecendo o procedimento depois de ver o sucesso de Bosen. No ano passado, a Clínica Mayo abriu testes de terapia com células-tronco para dez pessoas que sofriam de lesões traumáticas na medula espinhal.

 

De acordo com um estudo realizado este ano na Universidade de Minnesota Medical School, estimulação da medula espinhal usando células-tronco, de fato, ajudam a curar paralisia em muitas circunstâncias.

 

A pesquisa com células-tronco está em andamento e pode ser usada de várias maneiras além da paralisia; na doença de Parkinson,  diabetes, câncer,  além de outras doenças com comprometimento neurológico e neuromuscular.

 

Este artigo foi originalmente publicado em www.theheartysoul.com