Os riscos de Quedas nos portadores das Sequelas de Poliomielite

 

 

 

Pesquisa do Centro de Reabilitação e treinamento (RRTC) da Universidade de Washington entrevistou 2.000  indivíduos com várias doenças neuromusculares e eles  descobriram que 55% dos portadores com SPP tinham caído num período de 6 meses.

 

Vários fatores colocam os sobreviventes da pólio em risco particular de queda:

 

  • fraqueza nas extremidades inferiores
  • fadiga
  • diminuição da mobilidade
  • dor nas articulações
  • uso de múltiplos medicamentos

 

O estudo da RRTC mencionado anteriormente constatou que 86% dos que caíram estavam preocupados em cair novamente, e 84% relataram que limitaram suas atividades por medo de cair.

 

 

O efeito psicológico da queda pode levar a uma perda de autoconfiança na capacidade de realizar atividades diárias. Isso pode levar a retraimento social, isolamento e depressão, que, por sua vez, pode levar a fraqueza, diminuição da mobilidade e uma maior dependência de cuidadores para completar atividades da vida diária.

 

Isso pode ter efeito negativo na saúde das pessoas:

 

Inatividade pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes, pressão arterial alta, obesidade e depressão.

 

Isso pode levar a uma diminuição na qualidade de vida, um aumento nos custos de saúde e um risco de mortalidade acelerado.

 

 

Cuidados que pode tomar para diminuir o risco de queda!

 

  •  Use dispositivos assistivos apropriados. Converse com
        seu médico para ver se você pode se beneficiar de usar
    ​​​​​​​   uma bengala, andador ou scooter.

 

quedas.jpg

 

  • Elimine os riscos em sua casa. Remover obstruções e
       desordem dos caminhos de passagem.
  • Certifique-se de que as escadas estão bem iluminadas.
  • Remova tapetes, use meias ou calçado com material
       aderente na parte inferior e instale corrimãos e barras
       de apoio onde necessário.
  • Pergunte ao seu médico para rever os seus medicamentos.
  • Pratique exercícios que promovam melhor equilíbrio
       e flexibilidade, como tai-chi ou yoga.
  • Faça pausas suficientes entre atividades para que você
       não fique excessivamente fatigado.
  • Sempre faça exame de vista para assegurar o máximo
       possível de visão, principalmente a periférica.

 

 

Estes passos não são garantia de que você não vai cair, é claro, mas juntos, eles podem reduzir drasticamente o risco!