SPP - Cuidar de você é a melhor estratégia!!!

Mavis Matheson, teve poliomielite em 1952. Ela levou uma vida cheia e ocupada até desenvolver fraqueza e fadiga pós-poliomielite 40 anos depois. Vejam suas dicas para melhorar a Qualidade de Vida e relacionamentos.

 

Cuidar de mim primeiro!

À primeira vista, isso pode parecer egoísta. Embora seja nossa natureza cuidar dos outros, precisamos primeiro cuidar de nós mesmos. Em um avião, quando as máscaras de oxigênio caem, somos instruídos a proteger nossas próprias máscaras antes de tentar ajudar a criança que viaja conosco. Em situações estressantes, tento parar, identificar e gerenciar minhas necessidades. Cuidar de minhas próprias necessidades primeiro, ajuda a eliminar a preocupação, o estresse e a ansiedade.

 

A conservação de energia nos ajuda a nos sentir melhor e fazer mais com menos. À medida que continuamos a mudar fisicamente, nossas antigas estratégias de enfrentamento podem não funcionar e precisamos fazer ajustes para atender às nossas necessidades. Somos responsáveis ​​pelo que fazemos. Somente nós podemos tomar a decisão de assumir o controle e cuidar de nós mesmos.

 

Escrevi um artigo intitulado "Mudando sua vida economizando energia". Nele, listei três técnicas de um artigo de Sybil Kohl. Suas técnicas me ajudaram a fazer escolhas saudáveis ​​e evitar mais dor e fraqueza. São eles: prevenção da dor, folhas em branco e Seja Claro.

 

 

Incentivar a prevenção da dor

É um sistema que reconhece a quantidade de energia que devemos gerar para reduzir nosso nível de atividade. É uma declaração de ação, não falha ou revés. Isso significa que estamos dedicados a cuidar de nós mesmos. O uso de equipamento respiratório é uma ação com enormes consequências; manter a autoridade na posição sentada requer grande assertividade. Outras pessoas, obrigações e compromissos serão priorizados de acordo com os limites da dor e as ações que reduzem a dor. Cuidar de nós mesmos não é ceder, mas sim uma reafirmação de controle. A dor não vai nos controlar, vamos controlar a dor.

 

Folhas em Branco

O método de documentação das realizações durante o dia, reforça um senso de propósito. Em vez de fazer listas de coisas a fazer e depois riscar o que foi concluído, use uma folha em branco para registrar tudo o que você fez. É um ótimo exercício de treinamento para conscientizar sobre o gasto de energia que ocorre. Também nos liberta de nos desvalorizarmos pelo que não foi feito. O objetivo é evitar feedback negativo no final do dia e substituí-lo por feedback positivo.

 

 

 

Seja claro

Converse, explique para as pessoas ao redor o que acontece com você! Se alguém não respeitar um simples "Não" em resposta a uma solicitação, talvez tenhamos que perguntar: "Por que você quer que eu sinta dores, cansado, sobrecarga e seja incapaz de aproveitar nosso tempo juntos etc.?" Precisamos praticar respostas! Assim você aumentará a consciência da outra pessoa sobre o impacto de seus pedidos sem criar uma atitude defensiva.

 

Add a little bit oody text.png.gallery.jpg

 

 

O que mais descobri?

 

A meditação ajuda a descansar regularmente. Ao reservar alguns intervalos de 15 ou 20 minutos para não fazer nada além de descansar todos os dias, me fez sentir como se estivesse desistindo, meditando durante esses momentos me faz sentir como se estivesse fazendo algo positivo por mim mesma. É possível meditar em qualquer posição e, se eu adormecer enquanto medito, percebo que meu corpo provavelmente precisava descansar. Além de fazer os intervalos necessários, ela adicionará uma nova faceta à sua vida.

 

Trabalhar no tempo me ajuda a ter uma sensação de realização, mesmo que eu não consiga concluir todo o trabalho. Quantas vezes se sente  desgastado antes de um trabalho ser concluído, mas se pressiona para finalizá-lo? Essa técnica me ajuda a ter um senso de integridade, mesmo que não consiga concluir o projeto completamente. 

 

Ao praticar esta técnica pela primeira vez, percebi que ela ajuda a definir um alarme para acompanhar o tempo enquanto você trabalha. Se você iniciar uma atividade com um plano para trabalhar por 20 minutos, pode sentir que realizou o que se propôs a fazer quando trabalhou por 20 minutos. Depois de um tempo, você será capaz de avaliar seu nível de fadiga e determinar aproximadamente quanto tempo deve permanecer em uma atividade.

 

 

A mensagem final que desejo compartilhar é que cuidar de nós mesmos não é ceder a dor, mas sim uma reafirmação de controle. A dor não vai nos controlar, vamos controlar a dor para melhorar a nossa autoestima e qualidade de vida!