SPP - Porque Vacinar é tão importante...

 

A sobrevivente da pólio, Alice Shirreff, não permitiu que seu diagnóstico a impedisse de dançar pela vida! Ela foi diagnosticada em 1949 quando tinha apenas quatro anos de idade e estava virtualmente paralisada. 

 

Quando ela tinha 17 anos, passou por várias cirurgias e visitas ao hospital..., o resultado foi devastador para a aspirante a dançarina.

 

"Lembro que chorei e chorei, na hora, pensei, se não consigo andar direito, como posso dançar?" "Bem, adivinhe, as pessoas me encorajaram e me disseram que eu encontraria um jeito. E adivinhe?

 

"Eu estive dançando desde então, 57 anos mais tarde."

Ela se juntou a um grupo de sobreviventes da pólio em Warrnambool para comemorar o Dia da Pólio, quando deu esta entrevista.

 

A poliomielite está longe de ser uma doença do passado. Entre as décadas de 1930 e 1960, cerca de 70.000 australianos contraíram poliomielite, muitos deles gravemente paralisados.

 

Embora o foco de hoje seja a erradicação da poliomielite, existem muitos sobreviventes que, agora nos estágios finais de suas vidas, estão experimentando o efeito tardio da poliomielite ou síndrome pós-poliomielite - um conjunto de novos sintomas inesperados que ocorrem por volta de 15 a 40 anos após a infecção inicial.

 

“Entrei para um grupo de apoio à pólio nos anos 90 porque estava piorando fisicamente e não sabia o que estava acontecendo comigo”, disse ela.

 

"É ótimo conhecer outras pessoas que têm um vínculo comum e sabem exatamente o que você está passando, e com o que você está lidando.

 

“Tive a sorte de poder deixar o trabalho há 23 anos e, por causa disso, pude cuidar de mim mesma. Conto minhas bênçãos por ter sido capaz de fazer isso.

 

"As pessoas que tiveram poliomielite são incríveis, são muito resistentes e continuam crescendo."

 

O presidente da Polio Network, Bev Watson, que está em uma cadeira de rodas devido à poliomielite, disse que aqueles que estão passando pelos efeitos tardios são forçados a reavaliar continuamente suas habilidades, necessidades de equipamentos e estilo de vida.

 

"Essas mudanças podem ser bastante conflitantes", disse ele. "Não apenas pessoalmente, mas para família, amigos e cuidadores."

SPP - Porque Vacinar é tão importante...

"Sabemos que mais de 400.000 pessoas em toda a Austrália foram afetadas pela poliomielite, mas o que não tínhamos percebido eram pessoas que 20 a 30 anos mais tarde contraíram a síndrome pós-poliomielite com toda uma gama de sintomas como fraqueza muscular e dificuldade em engolir que as pessoas associavam apenas o envelhecimento, mas na verdade eram específicas à infecção anterior de poliomielite ", disse ele.

 

“É absolutamente vital que as pessoas que sofreram com a poliomielite enviem essa mensagem às gerações futuras sobre a importância da vacinação!

 

"A pólio não desapareceu, ainda é uma doença significativa em outros países como o Afeganistão e o Paquistão.

 

Vacinações ajudam a eliminar doenças e reduzir o impacto na sociedade, temos que levantar e falar contra o sentimento anti-vacina!

 

“As pessoas que passaram por isso precisam contar sua história para não colocar mais crianças em risco pela falta de compreensão das pessoas sobre a necessidade da vacinação”.

 

 

 

 

 

Fonte:

https://www.poliosa.org.au/