Síndrome Pós Pólio: Terapias Alternativas!

 

 

Terapias alternativas, também chamadas de complementares, podem apoiar a autocura natural e encorajar comportamentos que promovam uma sensação de bem-estar geral.

 

Terapias alternativas podem reduzir o estresse, a dor e / ou a fadiga. Dentre elas temos:

 

Terapias Nutricionais

Elas incluem dietas especiais, suplementos dietéticos e produtos fitoterápicos. Embora a ingestão diária recomendada de vitaminas e minerais continue a ser debatida e estudada, a manutenção e o crescimento das células requerem pelo menos a quantidade mínima recomendada de alimentos, e os sobreviventes da pólio devem prestar atenção especial à ingestão diária de nutrientes. 

 

 

Exercício que envolve alongamento suave e movimento lento é frequentemente recomendado para sobreviventes da pólio.

Yoga, T'ai chi e qi gong, com ou sem modificações, promovem flexibilidade, melhoram a oxigenação e diminuem a fadiga geral. Novas técnicas não tradicionais incluem o watsu, uma versão à base de água do shiatsu, e ai chi, uma versão aquática do tai chi. Ao considerar essas terapias, procure profissionais experientes em técnicas terapêuticas e adaptativas.

 

 

Técnicas de Relaxamento

O relaxamento, um estado saudável em que o metabolismo é retardado e a tensão muscular diminuída, pode ser alcançado de várias maneiras: visualização e imaginação guiada; relaxamento muscular progressivo;  yoga, meditação. Essas técnicas de autocuidado proporcionam benefícios à saúde, incluindo diminuição do pulso, pressão sanguínea, taxas respiratórias e tensão muscular. Pesquisas em pessoas com dor crônica que praticam regularmente técnicas de relaxamento mostram diminuições da dor, ansiedade, depressão e raiva, e um aumento na atividade.

 

 

Técnicas Energéticas

O trabalho energético inclui acupuntura e acupressão, técnicas tradicionais da medicina chinesa; toque terapêutico, desenvolvido em enfermagem (Gerber, 1988; Smith, 1997); e reiki e polaridade (Goldberg, 1995). Todos exigem treinamento especializado em equilibrar o fluxo de energia de uma pessoa. Esses tratamentos  promovem uma sensação de bem-estar e relaxamento, melhorias na dor e fadiga têm sido frequentemente relatadas.

 

 

 

 

Acupuncture.jpg

 

 

Outras terapias adjuntas, algumas das quais mais convencionais, usadas por sobreviventes da pólio, são hidroterapia para aliviar dores e espasmos musculares; biofeedback para aprender a promover o relaxamento e aumentar o fluxo de oxigênio para os músculos (Schwartz & Schwartz, 1993); hipnoterapia para relaxamento e alívio da dor (Hammond, 1991); magnetoterapia para alívio da dor (Vallbona et al., 1997); e unidades de estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) aplicadas externamente para reduzir a dor. A homeopatia, na qual a autocura é estimulada por doses minúsculas de uma substância natural prescrita por um homeopata, e a aromaterapia, que promove o relaxamento e melhora o sono por meio da respiração ou da absorção pela pele de essências florais, também foram tentadas.

 

Ao escolher terapias alternativas:

Não assuma que todas as dores e fadigas estão relacionadas à pólio  ou que toda a dor pós-pólio é a mesma. Tente determinar a localização e os fatores que instigam ou aumentam a dor. Entenda o problema da forma mais completa possível antes de escolher estratégias.

 

Sempre discuta com o seu médico o que seria mais adequado no seu caso.
 

Trecho do "Manual sobre os Efeitos Atrasados ​​da Poliomielite para Médicos e Sobreviventes" da PHI. © 1999