Vacina contra Poliomielite: Mito e Verdade!

 

A poliomielite  é uma doença grave causada pelo poliovírus. Ele se espalha de pessoa para pessoa e pode afetar o cérebro e a medula espinhal, causando paralisia . Embora não haja cura para a poliomielite, a vacina contra a poliomielite pode preveni-la.

 

Desde a introdução da vacina contra a poliomielite em 1955, a poliomielite foi eliminada nos Estados Unidos e Brasil. No entanto, ela ainda existe em outras partes do mundo e pode ser trazida novamente para o País, como aconteceu com o Sarampo recentemente. 

 

É por isso que os médicos ainda recomendam que todas as crianças recebam a vacina contra a poliomielite!

 

Existem dois tipos de vacina contra o poliovírus: inativada e oral. Embora a vacina quase tenha eliminado a poliomielite em muitos países, ela pode causar alguns efeitos colaterais. 

 

Verdade: Efeitos colaterais leves

Os efeitos colaterais são muito incomuns com a vacina contra a poliomielite. Geralmente são muito leves e desaparecem em poucos dias. 

 

Os efeitos colaterais mais comuns incluem:
dor perto do local da injeção

  • vermelhidão perto do local da injeção
  • febre baixa

 

Em casos raros, algumas pessoas sentem dor no ombro que dura mais tempo e é mais intensa do que a dor normal sentida no local da injeção.

 

Verdade: Efeitos colaterais graves (raro)

 

O principal efeito colateral sério associado à vacina contra poliomielite é uma reação alérgica , embora seja muito rara. Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças estimam que cerca de 1 em 1 milhão podem ter uma reação alérgica. Essas reações geralmente acontecem poucos minutos ou horas após a vacinação.

 

Os sintomas de uma reação alérgica incluem:

urticária, coceira, pele corada, palidez, pressão sanguínea baixa, garganta ou língua inchada, problemas respiratórios, respiração ofegante, náusea, tontura, desmaio.

 

Se você ou outra pessoa apresentar algum dos sintomas de uma reação alérgica grave , procure tratamento médico de emergência.

 

 

 

Vacina da Poliomielite

Mito: E quanto ao timerosal?

Alguns pais evitam vacinar seus filhos devido a preocupações com o timerosal. Este é um conservante à base de mercúrio que já foi considerado por alguns como causador do autismo.

 

No entanto, não há nenhuma evidência científica ligando o timerosal ao autismo. O timerosal não é usado em vacinas infantis desde 2001 e a vacina da poliomielite nunca conteve timerosal!

 

Conclusão

A vacina contra a poliomielite é a única forma de prevenir a poliomielite, que pode ser fatal.

 

A vacina geralmente não causa efeitos colaterais. Quando isso acontece, eles costumam ser muito leves. No entanto, em casos muito raros, você pode ter uma reação alérgica à vacina.

 

Se você ou seu filho não foram vacinados, converse com seu médico sobre suas opções. Eles podem recomendar o melhor esquema de dosagem para suas necessidades e saúde geral.

 

Fonte:

www.healthline.com/health/poliomyelitis